Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo lança projeto de restauração

O Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo é um museu de história, memória e arqueologia. Mais do que um espaço para reverenciar o passado, museus guardam as memórias das nossas comunidades para que a história possa ser contada no futuro. É importante que essas instituições mantenham suas reservas técnicas nas condições adequadas, que possam receber pesquisadores de forma correta e, por meio de exposições, mostrar seus acervos, levando conhecimento aos cidadãos.

É esse o escopo do “Projeto De Restauração e Revitalização Do Museu De Porto Alegre Joaquim Felizardo — Primeira Etapa”, que será apresentado oficialmente ao público em um evento hoje, dia 13 de março, às 18h, no pátio do solar histórico, na Rua João Alfredo, 582, bairro Cidade Baixa.

A data do evento marca o aniversário de 45 anos do Museu, criado em 1979. Em dezembro do mesmo ano o Solar Lopo Gonçalves, construído entre 1845 e 1853, então em ruínas, é tombado como patrimônio. Em 1982, após a sua primeira restauração, passa ser a sede do Museu.

É justamente o imponente casarão, também conhecido como a Casa da Magnólia, que receberá melhorias. Nesta primeira fase da revitalização estão sendo feitos o levantamento de todas as patologias do imóvel e a elaboração dos projetos arquitetônicos e complementares — de Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), de Proteção Patrimonial, da parte elétrica, luminotécnico no entorno da edificação, de climatização e de acessibilidade — sob responsabilidade da Arquium Construções e Restauro. A Pantheon Patrimônio e Cultura é a empresa contratada para a elaboração dos projetos expográficos.

Neste primeiro momento, está prevista ainda a produção de um audiovisual, para ser disponibilizado via internet, que acompanha todas as etapas do projeto. A realização fica a cargo da EXP Transmídia, que iniciou as gravações durante o escaneamento da área externa do Museu no início de fevereiro.

Segundo a diretora do Museu, a jornalista Elizabeth Corbetta, “a restauração é um sonho antigo e vai permitir que o Solar seja, no seu todo, um espaço cultural. O prédio em si é um monumento. Com este restauro serão ampliadas suas áreas expositivas, dando maior visibilidade às riquezas que aqui estão guardadas e democratizando o conhecimento.”

O projeto tem financiamento da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), planejamento e gestão de Cida Cultural, patrocínio da CMPC, apoio da Associação dos Amigos do Museu de Porto Alegre (Amupoa) e realização do Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo, da Prefeitura de Porto Alegre e do Ministério da Cultura e Governo Federal.

Parceiros:

CIDA CULTURAL – Produtora que atua há mais de 35 anos na área cultural, na direção de produção e na gestão de projetos socioculturais, coordenação geral de projetos e planos anuais, direção de produção de diversos projetos por meio das leis de incentivo. Presta consultoria em planejamento e gestão cultural para artistas, associações, fundações, governos e empresas.

Arquium Construções e Restauro – Entre tantas outras obras de Edegar da Luz, citamos, em Porto Alegre: Chalé da Praça XV, Biblioteca Pública do Estado, Solar dos Câmara, Mercado Público, Paço Municipal, Clube do Comércio, Cúria Metropolitana, Igreja Nossa Senhora da Conceição, Ponte dos Açorianos; no interior do estado: Casarão Veronese (Flores da Cunha), Igreja São Domingos (Torres), Igreja N. Sra. Purificação (Bom Princípio), Casa Smitt Presser (Novo Hamburgo), Igrejas Matriz e São Francisco, Solar dos Quadros e Estação Ferroviária (Rio Pardo).

PANTHEON – Patrimônio e Cultura

É uma empresa que une três museólogas graduadas e mestras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com um único objetivo: viabilizar cultura por meio de projetos e da prestação de serviços de qualidade para instituições, auxiliando no fortalecimento dos museus e do campo cultural. A empresa atua em museus do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Entre os serviços prestados, estão: elaboração de planos museológicos, conservação e acondicionamento de acervos, documentação museológica e institucional, pesquisa museológica, projetos educativo-culturais, projetos expográficos e montagem de exposições.

Informações via assessoria de imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Passageira

A Passageira

Andressa Griffante é Jornalista, especialista em Marketing de Conteúdo e Influência, e uma viajante apaixonada por arte, história e cultura. Acredita que os lugares e as pessoas tem muito para nos ensinar, e que nem sempre precisamos ir longe para aprender com o mundo.

Que valoriza a liberdade de viajar sozinha e o aprendizado de se perder de vez em quando. Gosta de planejar cada passo de uma viagem com antecedência, mas às vezes se joga numa trip de última hora. Quer aproveitar a vida ao máximo e compartilhar seus caminhos, afinal, estamos todos aqui de passagem…