Swan Generation em Porto Alegre: hotelaria pensada para nômades digitais

Compartilhe esta página
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Uma hotelaria pensada para nômades digitais? Sim, isso já existe e um exemplo é o Swan Generation, empreendimento híbrido da rede Swan Hotéis, com foco no futuro e nas novas dinâmicas sociais de trabalho, lazer e moradia. O modelo disruptivo apresenta 3 formatos de recepção: hotelaria design e minimalista, coliving e coworking.

A novidade abriu em modo de soft opening dia 1º de setembro em Porto Alegre, no bairro Moinhos de Vento (Av. 24 de outubro, 1611) e conta com amplo lobby, 5 andares de hotelaria tradicional, 2 de coliving e 2 de coworking, sendo 1 de offices (escritórios fechados) e outro de estações de trabalho individuais.

O espaço de coworking contará com estações de trabalho que poderão ser contratadas por diária ou offices privativos para locações por períodos maiores. Além de toda a infraestrutura de como sala de reuniões, brainstorm, copa/cozinha coletiva, entre outras áreas que estimulam a interação. A Splace assina o coworking e é também responsável pela co-gestão deste espaço – que pretende se tornar um hub das chamadas “proptechs”, startups que atuam no mercado imobiliário, arquitetura e construção civil.

Já o coliving é uma opção contemporânea de moradia ou hospedagem temporária. Pensada para quem necessitar uma estadia compartilhada e mais descontraída. Se trata de quartos coletivos, com quatro ou oito camas, todas locadas individual e exclusivamente. Ou seja, elas ficam disponíveis pelo tempo contratado para uso exclusivo do locatário.

O coliving é uma das apostas que melhor representam o futuro do turismo nas grandes metrópoles, que vai precisar de produtos para se adequar aos nômades digitais e à geração Z“, prevê Gabriela Schawan, CEO da rede – que possui unidades no Rio Grande do Sul  (em Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Porto Alegre e Rio Grande), e em Portugal (Lisboa e Sintra).

Uma cozinha equipada com copa, estar de TV e mobiliário para uso coletivo dos hóspedes do coliving vai unir ainda mais tais consumidores contemporâneos, acostumados a trocar vivências de forma espontânea e não linear.

E por fim, a hotelaria design vai reunir estilo minimalista e curadoria de arte em cada unidade, com obras selecionadas de artistas plásticos e fotógrafos gaúchos coordenados com décor exclusivo. Nenhum apartamento é igual a outro. E algumas unidades funcionam como flats, equipados com cozinha completa e estar.

Um dos pontos altos desta inovação hoteleira do Swan Generation é a sua conectividade: apartamentos com comando de voz via inteligência artificial, check in e check out por meio de app, abertura de portas por meio de bluetooth e diversas outras facilidades tecnológicas.

Conheça mais sobre o empreendimento híbrido em https://www.swanhoteis.com.br/generation/.