7 lugares pra conhecer em São Paulo (num final de semana)!

Compartilhe esta página
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Já fui algumas vezes à capital paulista, mas sempre para ficar poucos dias e acabei conhecendo a cidade “a conta gotas”. Na verdade as opções culturais, noturnas, de lazer e gastronômicas são tantas, que sempre faltará conhecer algum pedaço de São Paulo. Para os que, como eu, gostam de turistar em metrópoles, elenquei algumas dicas  de lugares que considero imperdíveis para conhecer em Sampa.

Acredito que dê pra conhecer todas elas (ou a maioria) em um final de semana, se você tiver disposição!

PARQUE: Ibirapuera

Passar o fim de tarde no Ibirapuera é lindo. A cor do sol se pondo no lago que corta o parque rende lindas fotos!
O local é opção para ir em família, amigos, a dois. É onde diversas tribos se reúnem num mesmo local. Vale a pena dar uma boa caminhada por lá, andar nos “pedalinhos” ou mesmo alugar uma bike.

É um dos primeiros grandes parques urbanos do Brasil e famoso por hospedar inúmeros espaços culturais entre suas áreas verdes. Com entrada gratuita desde 1954 e uma área de 1.584.000m², o parque abre diariamente entre 5h da manhã até a meia noite. Para saber mais: www.parqueibirapuera.org.

20160515_165950
Parque Ibirapuera. Foto: Andressa Griffante.

PASSEIO A PÉ: Centro de São Paulo numa tarde de sábado

Passar pelo Theatro Municipal, Mosteiro de São Bento, Vale do Anhangabaú, estender a caminhada até a Galeria do Rock (na Av. São João – segunda a sexta-feira, das 10h às 18h e aos sábados, das 10h às 18h) e parar para um chope no tradicional (e cheio de história) Bar Brahma (na esquina da Av. São João e Av. Ipiranga). Rende belas fotos e um sentimento de voltar um pouco no tempo.

20160515_125556
Theatro Municipal de São Paulo. Crédito: Andressa Griffante.

 

Vale do Anhangabaú. Crédito: Andressa Griffante.
Vale do Anhangabaú. Crédito: Andressa Griffante.

MUSEU: Museu da Imagem e do Som (MIS)

O Museu da Imagem e do Som de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, foi inaugurado em 1970. Seu acervo conta com mais de 200 mil itens como fotografias, filmes, vídeos e cartazes. Além de exposições e mostras de cinema regulares, o MIS possui uma programação cultural diversificada voltada para todos os públicos e abre espaço para novos artistas, que, por meio de seleção, exibem seus trabalhos dentro de programas de  fotografia, cinema, dança e música.

Recentemente estive lá assistindo à exposição O Mundo de Tim Burton, que segue até o dia 5 de junho e já foi prorrogada duas vezes. O sucesso se explica quando se adentra a mostra. É realmente fascinante a forma com que os visitantes vão sendo conduzidos para dentro do universo tragicômico do cineasta. Saí de lá sabendo reconhecer melhor os traços de Tim Burton e virei ainda mais fã. Antes desta exposição, estive na de David Bowie, em 2014, primeira retrospectiva sobre o cantor inglês, que chegou a 80.190 visitantes, segundo o site oficial do MIS. Esta foi outra mostra que fez qualquer fã de Bowie querer chorar!

timburton
Entrada da exposição O Mundo de Tim Burton, no MIS. Crédito: Andressa Griffante

TEATRO: Teatro Bradesco

Sou um pouco suspeita, pois trabalhei na divulgação deste teatro durante algum tempo e vi sua inauguração acontecer. O espaço, além de lindo, está dentro do Shopping Bourbon, recheado de outras opções de lazer, e situado no bairro Perdizes, zona nobre e muito bonita da capital paulista. Fora isso, a programação também é sempre muito boa e variada. Embora a cidade tenha diversos espaços teatrais, este é o que tenho mais afinidade e por isso, recomendo!

BARES: Rua Augusta

Como não poderia deixar de mencionar, a Rua Augusta é simplesmente passagem obrigatória dos jovens e boêmios de plantão. Um chopinho, um petisco, talvez depois estender a noite em uma baladinha por perto… Rua Augusta é seu lugar!

PUB: O’Malleys

Como em toda boa capital, sair à noite para um Pub estilo irlandês é sempre uma ótima pedida. Em São Paulo conheci o O’Malleys recentemente. A dica é chegar (bem) cedo, pra pegar alguma mesa, ou ao menos um banco alto no balcão. Quando fui, num sábado à noite, cheguei antes das 22h e já estava lotado. Pouco dava pra se mexer, o que era uma pena, pois a música ao vivo lá é muito boa. De qualquer forma, vale conhecer o O’Malleys, pelas cervejas artesanais, espaço bacana e ótima música.

PARA RIR: Comedians Club

Os shows de humor do Comedians são imperdíveis pra quem gosta de stand up comedy e improviso. A programação é super diversificada. Vale conferir a agenda da casa e se organizar para passar algumas horas dando muita risada, num espaço aconchegante e cardápio exclusivo. Nas sextas e sábados o local tem mais de uma sessão, então você pode optar por iniciar sua noite lá e depois estender em outro local pela Rua Augusta (rua do Comedians) – foi o que eu fiz – ou então ir pra um barzinho ou restaurante antes e fechar a noite com muita comédia. 🙂

 

Faltou algum local que você ama em SP? Dá tua sugestão aqui nos comentários!