Minas Gerais: conhecendo Inhotim

Ouvia falar de Inhotim, mas não fazia ideia do que me aguardava por lá. E do que ainda me aguarda, já que este é um lugar que levamos dias pra conhecer por inteiro. Meu passeio durou apenas um dia. Um dia que passou voando!

O período foi fevereiro, uma semana antes do Carnaval. Passagem mais barata, chamei as amigas e 3 delas se aventuraram comigo nessa semana visitando BH, Inhotim (museu a céu aberto que fica na cidade de Brumadinho) e Ouro Preto.

Este post é pra falar rapida e específicamente de Inhotim. Um museu que agrega paisagismo, artes plásticas, arquitetura, e tudo o mais que pudermos relacionar com arte, natureza e bem estar. Esculturas, pinturas, intervenções ao ar livre, trilhando em meio à natureza. Muita caminhada, aprendizado e um contato verdadeiro com a arte e seus questionamentos. Se deixe levar pela energia desse lugar!

Minhas dicas:

  • vá cedo com tempo para a caminhada e apreciação de cada museu
  • almoce por lá. O preço é justo, a comida é boa e você ainda faz a digestão sentado num tronco embaixo de uma árvore
  • não deixe de interagir nos espaços que permitem a interação (num deles dá até pra entrar na piscina!)
  • prepare-se para tirar muitas fotos!

Um pouco do registro que fiz por lá:

Fotos: Passageira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Passageira

A Passageira

Andressa Griffante é Jornalista, especialista em Marketing de Conteúdo e Influência, e uma viajante apaixonada por arte, história e cultura. Acredita que os lugares e as pessoas tem muito para nos ensinar, e que nem sempre precisamos ir longe para aprender com o mundo.

Que valoriza a liberdade de viajar sozinha e o aprendizado de se perder de vez em quando. Gosta de planejar cada passo de uma viagem com antecedência, mas às vezes se joga numa trip de última hora. Quer aproveitar a vida ao máximo e compartilhar seus caminhos, afinal, estamos todos aqui de passagem…