Programa que valoriza o registro histórico e cultural na TV Brasil com novidades

Compartilhe esta página
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

O programa da TV Brasil que resgata e valoriza o vasto conteúdo de acervo do canal, Recordar é TV, estreia sua quarta temporada neste sábado (10 de abril), às 18h, com a jornalista gaúcha Clarice Basso na apresentação. Outra novidade é que a cada episódio, o programa terá entrevistas com nomes ligados ao homenageado do dia.

O amplo arquivo da emissora pública preserva materiais desde os tempos da TV Educativa do Rio de Janeiro, fundada por Roquette Pinto, e constitui um registro histórico importante não só da memória da televisão brasileira como dos hábitos e costumes de outras épocas no país. Veja como sintonizar a TV Brasil na sua área: https://tvbrasil.ebc.com.br/comosintonizar

 

A Jornalista Clarice Basso, que há 9 anos faz parte do time da casa, passará a comandar o “Recordar é TV”

Um país precisa ter memória. O acervo da TV Brasil é um dos maiores do país. A equipe que cuida da conservação e pesquisa deste desse material é pequena, mas muito dedicada. Possibilitar que o público reencontre programas e entrevistas marcantes é uma forma de valorizar a história da televisão brasileira e também os artistas, personalidades que passaram pela nossa tela. Muito bom estar à frente de um programa tão alinhado ao caráter público da TV Brasil” comemora Clarice.

Na abertura da nova temporada, os destaques são os cantores Emílio Santiago e Cauby Peixoto. Para reverenciar duas das maiores vozes da música brasileira, o programa reexibe trechos de dois episódios do programa Gema Brasil, comandado pelo saudoso Rodolfo Bottino em 2001.

Sobre o programa e as novas edições:

O programa Recordar é TV leva ao telespectador conteúdos que representam momentos importantes da memória da televisão brasileira a partir de material preservado no acervo da emissora pública com os registros feitos na época da TVE do Rio de Janeiro.

Shows, programas de auditório, grandes entrevistas, matérias jornalísticas marcantes, musicais e peças de teledramaturgia são revisitados em nova roupagem pela atração. O objetivo é tornar esses vídeos de acervo atraentes ao grande público e alvo da curiosidade daqueles que se interessam pela história das mídias como um dos expoentes da cultura nacional.

Para as próximas semanas estão previstas edições temáticas com grandes ícones da música, como Neguinho da Beija-Flor e Nelson Gonçalves, além de homenagens a artistas consagrados como a atriz Betty Faria, o cineasta Hugo Carvana, o ilustrador, educador e apresentador Daniel Azulay, entre outros. Cada episódio trará uma entrevista ligada ao homenageado do dia.

Sobre a apresentadora Clarice Basso:

Porto-alegrense, radicada no Rio há nove anos, a jornalista Clarice Basso, graduou-se pela UFRGS e é pós-graduada em TV Digital – Radiodifusão e Novas Mídias de Comunicação Eletrônica, pelo UFF, no Rio de Janeiro, e em Produção Cinematográfica – Line Producing pela Escola Superior de Cinema i Audiovisuals de Catalunya (ESCAC), em Barcelona, Espanha. Com passagens pela comunicação empresarial e o jornalismo econômico, trabalhou por mais de anos na assessoria de imprensa da Opus Promoções. Também atuou como produtora da Zeppelin e elaboradora de projetos culturais.

Em 2012, mudou-se para São Paulo para assumir o cargo de jornalista na Empresa Brasil de Comunicação (EBC), onde atuou na pauta e reportagem da TV Brasil. No mesmo ano, transferiu-se para o Rio de janeiro, onde seguiu trabalhando no jornalismo do mesmo veículo. De 2015 a 2018, produziu e apresentou o quadro Quintas de Cinema, transmitido semanalmente do telejornal Repórter Rio e na Rádio MEC. Nos anos de 2019 e 2020 atuou na produção do Sem Censura, programa mais antigo da TV Brasil. Atualmente é produtora e apresentadora do programa Recordar é TV.

Serviço:
Recordar é TV (TV Brasil)
Sábados, 18h00
Apresentação: Clarice Basso
Direção: Linei Lopes
Roteiro: Paulo Fernandes